Quinta de Silvães/Silvais
CNS: 16430
Tipo: Casal Rústico
Distrito/Concelho/Freguesia: Coimbra/Condeixa-a-Nova/Condeixa-a-Velha e Condeixa-a-Nova
Período: Romano
Descrição: Identificou-se um conjunto de cerâmica de construção do período romano nos terrenos a noroeste da Quinta dos Silvães, sobranceiros à estrada que liga Condeixa à Eira Pedrinha e nas proximodades do Bairro do Gorgulhão. Os materiais encontram-se dispersos por uma área reduzida com menos de 6000m2 de extensão máxima, estando muito provavelmente destruídos pelas construções recentes em torno da Quinta de Silvães. Os materiais espalham-se também pelos terrenos inclinados da encosta do vale da Ribeira do Paúl, fruto de escorrimentos seculares. Apesar da sua proximidade à Vila Condeixa e às ruínas de Conimbriga, o sítio encontrava-se inédito e aumenta o número de habitats romanos conhecidos em torno da urbe. Com base apenas no tipo, quantidade e qualidade dos materiais recolhidos e na área de dispersão, somos incapazes de adivinhar a natureza do assentamento romano existente no local. Poderia tratar-se de um casal ou de uma quinta, dada a falta de mais informações bibliográficas e orais do aparecimento de outros elementos arquitectónicos imponentes no local.
Meio: Terrestre
Acesso: O acesso é efectuado pela Quinta de Silvães.
Espólio: -
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: -
Processos: 2001/1(166)
Trabalhos (1)
Bibliografia (0)

Fotografias (0)