São Romão/Estrada de Santa Luzia/Estrada de São Romão
CNS: 18169
Tipo: Villa
Distrito/Concelho/Freguesia: Beja/Alvito/Alvito
Período: Calcolítico, Romano, Medieval Islâmico e Medieval Cristão
Descrição: O sítio apresenta uma ampla diacronia de ocupação que tem o seu início no calcolítico. A ocupação é contínua entre finais do século I a. C. e o século XIII, data em que foi construída uma pequena igreja. Foram identificados vestígios diversos de época romana, durante os trabalhos de lavoura, nomeadamente troço de fuste de coluna, várioas pedras de silharia, bem como outras e restos de material de fundição de ferro (escória). A área de distribuição de materiais à superfície, superior a 20 ha, permite supor que se trata, no mínimo, de um "vicus" não sendo de colocar de parte a hipótese de se tratar da "Civitas Mirietanorum" da inscrição de Vila Nova da Baronia.
Meio: Terrestre
Acesso: Antes de chegar a Alvito no topónimo de São Romão.
Espólio: Peças em sílex; ânforas; sigillatas itálicas tardias, sud-gálicas, hispânicas, claras ,norte-africanas A, C e D efoceenses; cerâmica de paredes finas, dollia, ollae, biberões, taças, testos, tegullae, imbrices, silhares de granito, silhares de granito almofadados, inscrição consagrada aos deuses Lares, mós, bases de coluna romanas, capitel toscano, fragmentos de mosaicos, fragmento de um ábaco paleocristão, fragmento de cancela paleocristã, cerâmica comum islâmica, cerâmica comum medieval e moderna.
Depositários: Câmara Municipal de Alvito , Maria Antónia e Santa Casa da Misericórdia de Alvito
Classificação: -
Conservação: Em Perigo
Processos: S - 18169 e 2000/1(822)
Trabalhos (2)
Bibliografia (4)

Fotografias (0)