Caladinho - Castelo da Defesinha
CNS: 19662
Tipo: Fortim
Distrito/Concelho/Freguesia: Évora/Redondo/Redondo
Período: Romano
Descrição: O fortim do Caladinho situa-se na extremidade Norte de uma destacada linha de cumeada, que lhe confere uma elevada defensabilidade natural. A sua implantação concede- lhe um importante domínio visual para norte e oeste, sobre a planície central do Redondo, e para Este sobre uma ampla área de relevo bastante ondulado. A ocupação desenvolve-se numa faixa relativamente restrita do topo, essencialmente do lado Nascente, junto de imponentes afloramentos que sobressaem no local. Na extremidade sul do topo, consegue-se divisar uma estrutura de planta quadrangular, sobreposta por um amontoado de derrubes, e uma plataforma aparentemente artificial. Ao longo do cimo existem outras plataformas, estas naturais, onde surgem também vestígios de ocupação. O material cerâmico é abundante, maioritariamente de produção local/regional, ainda que se registe um importante número de importações. Estas são, essencialmente, da Bética: ânforas da Classe 15-Haltern 70, Classe 16-Dressel 7-11, Classe 5-Dressel 1c e diversa cerâmica comum; recolheram-se também diversos fragmentos de terra sigillata itálica, tal como vários fragmentos de parede de ânfora de produção itálica. As produções de âmbito regional são, em termos morfológicos, muito diversificadas, tendo-se registado a presença de uma ampla variedade de potes, taças e grandes contentores de armazenamento, os quais dominam claramente o conjunto. As decorações resumem-se a linhas horizontais ondulantes e impressões a carretilha. Merecedor de destaque é o grande número de pondera recolhido, cerca de três dezenas, entre completos e fragmentados, um dos quais com uma inscrição epigráfica. Os fragmentos de escória e pingos de chumbo são relativamente frequentes, existindo também alguns artefactos neste metal, nomeadamente um "gato" para reparar peças fracturadas.
Meio: Terrestre
Acesso: Saindo de Redondo pela EN254, em direcção a Vila Viçosa, a 2,5Km à direita, a pé até ao topo do cabeço.
Espólio: Abundante cerâmica a torno e manual, terra sigillata itálica, ânforas lusitanas e béticas, cerãmica comum da bética, paredes finas itálicas, elementos de tear e metais.
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: Bom
Processos: S - 19662
Trabalhos (3)
Bibliografia (3)

Fotografias (0)