Lameiro de Tomar
CNS: 27301
Tipo: Mancha de Ocupação
Distrito/Concelho/Freguesia: Castelo Branco/Vila Velha de Rodão/Fratel
Período: Romano
Descrição: Área agricultada, frequentemente lavrada e com Olival. Estação de superfície de característica romana/medieval. Foi identificada cerâmica de construção e utilitária e placas de xisto. Há notícia do aparecimento de túmulos, há muito anos. A área de distribuição de materiais é de cerca de 150m x 150m. Observa-se a base de uma estrutura escavada no afloramento xistoso, uma possível escadaria e uma densidade maior de materiais cerâmicos, placas de xisto e algum granito. Ainda neste local é visível uma vala de "sondagem" feita por um curioso, há alguns anos. A população informa que antigamente havia em Lameiro Tomar uma capela e outras dizem que era um cemitério.
Meio: Terrestre
Acesso: Na estrada IP2 (sentido Portalegre-Castelo Branco), corta-se para Proença-a-Nova e logo a seguir, à esquerda para o Marmelal. Na povoação corta-se à direita por estrada de terra até ao cruzamento onde existe uma propriedade murada com muro de pedra solta.
Espólio: A. Diogo e João Catarino (1992) estudaram o material por si recolhido de onde consta: um fragmento de pote, um fragmento de ânfora, dois fragmentos de pesos de tear fabricados com pastas de características regionais e um fragmento de prato de terra sigillata clara de proveniência norte-africana. Há notícia do aparecimento de placas de xisto e túmulos.
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: Bom
Processos: 86/1(084)
Trabalhos (0)
Bibliografia (1)

Fotografias (0)