Lopo/Casabel
CNS: 27567
Tipo: Villa
Distrito/Concelho/Freguesia: Santarém/Abrantes/Abrantes (São Vicente e São João) e Alferrarede
Período: Idade do Bronze - Final e Romano
Descrição: Situa-se numa encosta suave virada para o Tejo. A estação encontra-se espartilhada por diversas propriedades e caminhos, incluindo o caminho-de-ferro que destruíu parte dela, sendo conhecidas quer por Lopo quer por Cousa Bela. Na sua parte Oeste (junto ao caminho-de-ferro), aquando da construção deste em 1889, foram achadas diversas sepulturas e espólio cerâmico. Segundo Maria Amélia Horta Pereira, a lãmina de punhal foi recolhida por Hipólito Cabaço por volta de meados da década de 50 do século XX. J. C. Silva faz a separação destas duas estações,mas sua a sua proximidade e espólio igual, fazem dela uma só, como se pode comprovar no terreno.
Meio: Meio Aquático
Acesso: Na estrada Barreiras do Tejo - Alferrarede, corta-se à direita por estrada de terra, em frente do cruzamento para o Hospital. A estação situa-se logo a seguir à via férrea, pela encosta abaixo até ao Tejo.
Espólio: "Lateres", base de coluna, cerâmica comum, "dolia", punhal de cobre, capitel dórico, tegulas, "imbrices", moedas, sepulturas e pesos de tear.
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: Mau
Processos: -
Trabalhos (0)
Bibliografia (1)

Fotografias (0)