Fonte dos Cântaros 1
CNS: 33062
Tipo: Mancha de Ocupação
Distrito/Concelho/Freguesia: Beja/Beja/Trigaches e São Brissos
Período: Idade do Ferro, Romano e Indeterminado
Descrição: Os vestígios arqueológicos superficie ocupam uma área de cerca de 200 metros quadrados, sondo constituídos por cerãmica comum e cerâmica de construção. este sítio situa-se a cerca de 50m de um caminho que corresponde a uma antiga via romana. Foram identificados e parcialmente intervencionados contextos arqueológicos atribuíveis à Pré-história Recente, à II Idade do Ferro e ao período Tardo-Romano. À ocupação da Pré-história Recente correspondem a um conjunto de nove estruturas em negativo que se distribuem pela área de intervenção. Estas "fossas" apresentam enchimentos que intercalam elementos e níveis pétreos e depósitos de matriz de argilosa, que embalam um conjunto artefactual constituído por fragmentos cerâmicos, indústria lítica, fauna mamalógica e malacológica. A ocupação da II Idade do Ferro corresponde a um conjunto de três interfaces de grandes dimensões que se desenvolvem para lá da área intervencionada. No enchimento destas interfaces, foram individualizados diferentes depósitos de matriz argilosa que se intercalavam com níveis de blocos pétreos e níveis de cinza. Em associação a tais depósitos, foi exumado um conjunto artefactual cerâmico e fauna mamalógica. Na componente cerâmica é de destacar a presença de cerâmica torno e de superfícies com decoração estampilhada. A par destas estruturas de grandes dimensões, registou-se a presença de um conjunto de interfaces de planta ovalada sobrepostos, no enchimento dos quais foi recolhido um conjunto de fragmentos cerâmicos e fauna mamalógica. A ocupação tardo-romana encontra-se materializada em estruturas em negativo e em cinco (possivelmente seis) sepulturas. No grupo de estruturas em negativo, é de destacar uma fossa, no enchimento da qual se identificou um conjunto de vestígios faunísticos e uma epígrafe com caracteres latinos e gregos. As sepulturas correspondem a cistas com tampa em tégula. Para além destes testemunhos, foram identificadas pequenas interfaces e depósitos com material de construção e fragmentos de cerâmica comum.
Meio: Terrestre
Acesso: Por caminho de terra batida que liga o Monte da Diabrória ao Monte do Bolor.
Espólio: -
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: -
Processos: 2000/1(195)
Trabalhos (2)
Bibliografia (0)

Fotografias (0)