Vila Boa de Baixo - Marco de Baixo
CNS: 34717
Tipo: Via
Distrito/Concelho/Freguesia: Viseu/Cinfães/Ferreiros de Tendais
Período: Romano e Idade Média
Descrição: Percurso regular, de tendência retilínea, de orientação SE/NO, que percorre o planalto a E. que acompanha a falha do rio Bestança. Está abandonado e, por isso, densamente ocupado por vegetação rasteira (giesta, silva, tojo), que não permite, em boa parte do tramo, caracterizar o pavimento. Em alguns pontos é identificável o lajeado em granito. Apresenta uma largura de 2,80m. Na área de Baixa das Minas/Alvagueira, expressa-se por uma ligeira de pressão no terreno. Na leitura da fotografia aérea, consegue-se acompanhá-lo, para NO, até Desamparados , para SE, quase até à Gralheira, estando documentado na cartografia de 1940. O eixo cruza com as principais linhas viárias da encosta nascente do Bestança, que tomam rumo a Ramires e Pimeirô. A sua configuração, inserção na malha viária e relação com evidências registadas sugerem tratar-se do "carreirum antiqum", mencionado nas inquirições de 1258, para limitar as villas de Gralheira e Vila Boa. Provindo de Castro Daire, tratar-se-ia de eixo supra-regional, enquadrável em período romano e medieval, de acesso a Douro, que rumaria, trespassando-o em Porto Antigo/Porto Manso,a Tongóbriga e Bracara.
Meio: Terrestre
Acesso: Pelo caminho à direita da EM 1030 (no sentido Pimeirô - Vila Boa de baixo), depois de passar curva pronunciada.
Espólio: -
Depositários: -
Classificação: -
Conservação: Regular
Processos: 2012/1(063)
Trabalhos (1)
Bibliografia (0)

Fotografias (0)