Vilarinho
CNS: 3814
Tipo: Habitat
Distrito/Concelho/Freguesia: Porto/Amarante/Vila Caiz
Período: Romano
Descrição: Os vestígios arqueológicos neste local foram recolhidos aquando da terraplanagem da estação ferroviária de Vila Caiz, inaugurada em 1909. Foram registados vestígios de uma casa com escadas em pedra, tegulae, imbrices, sigillata hispânica do século III/IV d.C. Um caminho que ligava a margem do rio a esta casa, passava junto da necrópole, seguia por Retorta e Carreira Chã. A necrópole seria com certeza de incineração, com sepulturas de tipo semelhantes às de Croca (Penafiel), caixas abertas no franito degradado, sem revestimento. Observando-se o sítio, podemos pôr a hipótese de estarmos perante uma estrutura de villa ou de um povoado. Os vestígios arqueológicos foram recolhidos num ponto que morfologicamente se salienta naquele espaço, situado na dobra entre os terrenos mais secos e os que com abundância de água têm grande capacidade agrícola. As características da zona e a análise do espólio cerâmico, nomeadamente o pintado, permitem dizer que era um espaço onde a população nos séculos III e IV desenvolvia já a sua actividade agrícola, embora tenhamos que colocar a hipótese de estarmos perante o fundus.
Meio: Terrestre
Acesso: Em frente à estação ferroviárial.
Espólio: Cerâmica de construção e sigillatas.
Depositários: Museu Nacional de Arqueologia e Museu Regional de Arqueologia D. Diogo de Sousa
Classificação: -
Conservação: Regular
Processos: S - 03814, 2008/1(213) e JN8/1(003)
Trabalhos (2)
Bibliografia (4)

Fotografias (0)