Castro de Ul
CNS: 4655
Tipo: Povoado Fortificado
Distrito/Concelho/Freguesia: Aveiro/Oliveira de Azeméis/Oliveira de Azeméis, Santiago de Riba-Ul, Ul, Macinhata da Seixa e Madail
Período: Neolítico, Calcolítico, Idade do Ferro e Romano
Descrição: O povoado ocupa um esporão na confluência dos rios Ul e Antuã.Tem perfil sub-cónico pronunciado no sector sudoeste e menos marcado na vertente nordeste, em função dos trabalhos agrícolas.O povoado apresenta um eixo maior (sentido Nordeste-Sudoeste) de cerca de 600m e um eixo menor (Noroeste-Sudeste) de cerca de 420m.Possui três ordens de amuralhados de que uma delas se designa popularmente por "corredoura". Na vertente oeste foram abertos covachos para plantio de eucaliptos. Na plataforma designada "corredoura" foram efectuados trabalhos arqueológicos.
Meio: Terrestre
Acesso: Pela estrada que, da sede do concelho, conduz a Estarreja. Pouco depois da passagem de nível, no lugar da Ouriçosa, há um desvio à esquerda. Esse desvio conduz ao Largo da Igreja, de onde parte uma estrada pavimentada que conduz ao castro.
Espólio: 1 miliário de Tibério Cláudio Nero que assinala a milha XII da estrada Olissipo-Cale-Bracara Augusta(2);1 provável "Terminus Augustalis"(1); material cerâmico e metálico (3).
Depositários: Casa-Museu Regional de Oliveira de Azemeis , Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e José Augusto Teixeira Maia Marques
Classificação: -
Conservação: Regular
Processos: S - 04655
Trabalhos (12)
Bibliografia (10)

Fotografias (0)