Castro do Crastoeiro
CNS: 1149
Tipo: Povoado Fortificado
Distrito/Concelho/Freguesia: Vila Real/Mondim de Basto/São Cristóvão de Mondim de Basto
Período: Idade do Ferro
Descrição: Castro que apresenta vários afloramentos rochosos e formado por diversas plataformas que se estendem em todos os quadrantes à excepção so lado Nordeste onde é defendido por uma muralha e um profundo fosso. São visíveis inúmeros vestígios de muros e muralhas, e respectivos derrubes. No interior do povoado identificaram-se cerca de 50 afloramentos com gravuras de temática abastracta, organizados em cinco recintos distintos que se denominou de complexos. Os complexos 1 e 2 têm sido alvo de escavação, demonstrando uma última utilização no período da Idade do ferro.
Meio: Terrestre
Acesso: Fica situado junto à aldeia de Campos, limitado a Oeste pela bacia hidrográfica do Tâmega e a sua pelo rio Cabril, seu afluente. Está implantado no sopé do Monte Farinha. O acesso faz-se pela estrada Mondim de Basto - Bilhó até à povoação de Campos. Daqui toma-se o caminho que conduz à Mina de Crastoeiros.
Espólio: Metade de uma roda em pedra com dois orifícios opostos, fragmentos de cerâmica da Idade do Ferro, líticos, contas de pasta vítrea, objectos de metal nomeadamente uma fíbula em ómega em bronze e ecofactos (sementes de trigo e bolotas carbonizadas).
Depositários: Câmara Municipal de Mondim de Basto
Classificação: Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Conservação: Regular
Processos: S - 01149, 2005/1(796), 83/1(122) e 98/1(750)
Trabalhos (13)
Bibliografia (7)

Fotografias (14)
Rebordo do piso da cabana Muro perpendicular à muralha Piso com lareira Fibula anelar Goiva em quartzite Troço de muralha reconstituido Rocha 1 do Crastoeiro Troço de muralha depois de limpo Penedo com gravuras Muro que rodeia o Alto dos Palhaços Alto dos Palhaços Alto dos Palhacinhos Amostra de escória Fragmento de Fibula do Castro do Crastoeiro