Quinta de São Domingos
CNS: 1140
Tipo: Vicus
Distrito/Concelho/Freguesia: Guarda/Guarda/Benespera
Período: Idade do Bronze - Final e Romano
Descrição: Terrenos planos na base do Cabeço das Fráguas, irrigados por várias linhas de água que nascem da elevação. Solos de cariz granítico, com abundantes afloramentos rochosos em redor da quinta. Terrenos cultivados, plantados com pomar e ocupados com os edifícios da quinta. Foi identificada abundante cerâmica de construção (tegulae, imbrices e lateres), cerâmica comum doméstica, fragmentos de mós circulares, pondera, pedra almofadada, objectos metálicos, diversas aras votivas (14) com texto e anepígrafes, pias e lagariças escavadas na rocha e uma grande quantidade de escória (atinge por vezes 1kg de peso), numa área de aproximadamente 31.000m² de terreno. O aglomerado estaria vocacionado para as actividades agrícolas e para a metalurgia. No local existiria também um santuário a Laepus. São referidos vestígios de estruturas sob a actual capela de São Domingos. Uma das aras recolhidas cita a comunidade dos vicani Ocelonenses, que podem corresponder aos habitantes deste assentamento.
Meio: Terrestre
Acesso: O acesso é efectuado por meio de um caminho de terra batida que parte de Pousafoles do Bispo para a Quinta do Sumidouro.
Espólio: Cerâmica de construção (tegulae, imbrices e lateres), cerâmica comum doméstica, fragmentos de mós circulares, pondera, pedra almofadada, objectos metálicos, diversas aras votivas (14) com texto e anepígrafes, pias e lagariças escavadas na rocha e uma grande quantidade de escória (atinge por vezes 1kg de peso).
Depositários: Museu Regional da Guarda
Classificação: -
Conservação: -
Processos: S - 01140 e 2006/1(186)
Trabalhos (5)
Bibliografia (2)

Fotografias (0)