Sabugal - Museu Lapidário
CNS: 14304
Tipo: Vicus
Distrito/Concelho/Freguesia: Guarda/Sabugal/Sabugal e Aldeia de Santo António
Período: Calcolítico, Idade do Bronze - Final, Idade do Ferro, Romano e Medieval Cristão
Descrição: Nos trabalhos desenvolvidos neste espaço, destinado à instalação do futura Museu Lapidário, foi colocado á vista mais um bom troço da cerca defensiva medieval leonesa do Sabugal, tendo sido integrada no projecto. Foram identificados materiais avulsos encontrados em níveis coevos à construção, que parecem revelar que este outeiro terá sido ocupado de forma importante durante a Idade do Ferro, podendo mesmo corresponder a um importante castro lusitano. Foram também identificados materiais cerâmicos e líticos do período calcolítico. Este espólio foi uma das grandes surpresas da intervenção , pois permitiu recuar, pela primeira vez, a ocupação primitiva do Sabugal à Idade do Calcolítico. A localização do outeiro do actual Sabugal, sobranceiro ao rio que o contorna, controlando um importante ponto de passagem do curso de água, era na verdade um factor decisivo para essa ocupação.
Meio: Terrestre
Acesso: Dirigir-se ao edifício da Câmara Municipal do Sabugal, no Largo da República, e procurar do lado direito o acesso ao Museu Lapidário.
Espólio: Fragmentos cerâmicos grosseiros, de fabrico manual, decorados com motivos penteados e picotados. Tratam-se de recipientes de formas globulares e hemisféricas, com bordos simples e com a decoração situada junto ao bordo. Destaca-se um seixo polido de xisto, uma ponta de seta de quartzito leitoso e uma lamela de sílex. Os materiais da Idade do Ferro caracterizam-se por fragmentos de cerâmicas de pastas grosseiras e escuras, com superfícies rugosas, alisadas ou brunidas. Foi recolhido um peso de tear, um cossoiro de barro, e 11 contas de colar em pasta vítrea, de cor azul e branca e três mós e dormentes.
Depositários: Câmara Municipal de Sabugal
Classificação: -
Conservação: -
Processos: S - 14304
Trabalhos (1)
Bibliografia (2)

Fotografias (0)