Loulé Velho

Sítio (745)
  • Tipo

    Villa

  • Distrito/Concelho/Freguesia

    Faro/Loulé/Quarteira

  • Período

    Romano e Alta Idade Média

  • Descrição

    "Loulé Velho" é um sítio incontornável no panorama do domínio romano do litoral algarvio, apresentando uma ocupação que vai desde o Século I a.C. ao século VI/VII. Trata-se de uma luxuosa villa que, dada a sua localização geográfica, funcionou como pólo aglutinador de população, com a capacidade de gerar actividades económicas que proporcionaram a sua contínua ocupação. Situada numa península, contava com inúmeros recursos marinhos (evidenciados pelo conjunto de cetárias de grandes dimensões que demonstra a existência do fabrico do garum) e agrícolas (evidenciada pela descoberta de três pesos de lagar). As cerâmicas encontradas atestam importantes ligações comerciais com outros pontos do império romano ao longo de toda a sua ocupação. Durante a Idade Média a presença Islâmica é inegável, ainda que os vestígios que nos chegam sejam em menor número do que os de época romana. Os trabalhos de investigação desenvolvidos no local foram sempre marcados pela descontinuidade e operaram mais como trabalho de emergência na medida em que procuraram sempre clarificar estruturas já visíveis ou em vias de destruição, nunca tendo sido explorado o terreno sob o pinhal. Pesa ainda o facto de a maioria do espólio recolhido não ter qualquer tipo de enquadramento estratigráfico.Nº DANS 6959 - villa portuária. Em Julho de 2010, esqueleto descoberto pela derrocada da arriba na Praia do Trafal.

  • Meio

    Terrestre

  • Acesso

    700m a Oeste de Vale de Lobo.

  • Espólio

    Base de coluna, tijolos com inscrições, mosaicos, terra sigillata, asas de ânforas, moedas, estatueta, placa de cinturão em bronze.

  • Depositários

    Museu Municipal de Arqueologia de Loulé e Museu Nacional de Arqueologia

  • Classificação

    -

  • Conservação

    -

  • Processos

    S - 00745

Trabalhos (1)

Bibliografia (19)

A indústria romana de transformação e conserva de peixe, em Olisipo. Núcleo arqueológico da Rua dos Correeiros (2001)
Arqueologia do Concelho de Loulé (1988)
As mouras encantadas e os encantamentos no Algarve (1898)
As villas do actual Algarve. Noventa séculos entre a serra e o mar (1997)
Carta Arqueológica de Portugal: concelhos de Portimão, Lagoa, Silves, Albufeira, Loulé, São Brás de Alportel (1992)
Cetárias de Loulé Velho. Al-Ulyã (1995)
Contributos para as cartas de distribuição em Portugal da sigillata luzente e da Late Roman C ware.. Actas das 3ªs Jornadas Arqueológicas, Lisboa, 1977 (1978)
Corografia ou memória económica, estatística e topográfica do reino do Algarve (1841)
Garum na Lusitania rural?: alguns comentários sobre o povoamento romano do Algarve. Actas de la Mesa Redonda Internacional El Medio Rural en Lusitania Romana. Formas de Habitat y Ocupación del Suelo (1993)
Intervenção arqueológica de emergência no Sítio Romano de Loulé-Velho (Quarteira). Al-Ulyã (2008)
Investigações geo-arqueológicas sobre a configuração do litoral algarvio durante o Holoceno. Revista Portuguesa de Arqueologia (2014)
Las termas y balnea romanos de Lusitania (2004)
Loulé Velho (Quarteira, Loulé) Resultados da primeira campanha de escavações arqueológicas (1996). Al-Ulyã (1996)
Loulé-Velho (Quarteira, Loulé) - Duas datações por radiocarbono. Al-Ulyã (2001)
O Sítio Arqueológico de "Loulé Velho". Al-Ulyã (2004)
O contributo da investigação arqueológica para o conhecimento do passado histórico da cidade de Loulé. Actas do 4º Encontro de Arqueologia Urbana (2003)
O espólio arqueológico de José Rosa Madeira. Brotéria (1945)
Relatório sobre o cemitério romano descoberto próximo da cidade de Tavira em Maio de 1868 (1868)
Roman Portugal (1988)

Fotografias (16)

Localização