Abrigo Grande das Bocas (Abrigo I das Bocas)

Sítio (2847)
  • Tipo

    Abrigo

  • Distrito/Concelho/Freguesia

    Santarém/Rio Maior/Rio Maior

  • Período

    Magdalenense, Mesolítico, Neolítico Antigo, Idade do Bronze e Romano

  • Descrição

    Escavado por M. Heleno em 1936-38, este abrigo continha uma espessa sequência sedimentar com ocupações do Magdalenense final na base, a que se sobrepunham níveis do Epipaleolítico, do Mesolítico e do Neolítico antigo evoluído. Os níveis superficiais continham alguns materiais da Idade do Bronze que, ao contrário, dos recolhidos nos níveis subjacentes, não devem estar relacionados com utilizações residenciais do abrigo. A fauna dos níveis de base, datados pelo radiocarbono de cerca de 10 000 BP, contém restos veado, auroque, javali e o coelho. Os níveis mesolíticos, um datado do Pré-Boreal (cerca de 9900 BP) e o outro do Atlântico (cerca de 7000 BP) continham concheiros. O Neolítico Antigo caracteriza-se por cerâmicas impressas de estilo epicardial. O sítio encontra-se inventariado no PDM de Rio Maior, com o número 65. Revisão do PDM - nº6

  • Meio

    Terrestre

  • Acesso

    Localiza-se no lugar de Freiria. Do lado esquerdo da estrada de Rio-Maior para as Caldas da Rainha, sensivelmente a meio do Canhão das Bocas.

  • Espólio

    Indústria lítica e restos faunísticos. Cerâmica nos níveis superiores.

  • Depositários

    Museu Nacional de Arqueologia

  • Classificação

    -

  • Conservação

    Regular

  • Processos

    S - 02847, 2003/1(522)-C, 2008/1(116) e 94/1(171)

Bibliografia (16)

A pré-história recente do Abrigo Grande das Bocas (Rio Maior). Trabalhos de Arqueologia da E.A.M. (1994)
Arqueologia do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Colecção Estudos (1991)
Breves palavras sobre a arqueologia do concelho de Rio Maior. Revista de Guimarães (1978)
Late glacial prehistory of central and southern Portugal. Antiquity (1993)
Le neolithique ancien de l'Abri de Bocas I (Rio Maior, Portugal). Premieres Communautes Paysannes en Mediterranee Occidantale (Actes du Colloque International du CNRS, Montpellier, 1983 (1987)
Le processus de neolithisation dans le centre du Portugal. Rubane et Cardial - Actes du Colloque de Liege, 1988 (1990)
New wxcavations in Casa da Moura (Serra del rei, Peniche) and at Abrigos de Bocas (Rio Maior), Portugal. Arqueologia (1988)
O Mesolítico inicial da Estremadura. Muita gente, poucas antas?. Origens, espaços e contextos do Megalitismo. Actas do II Colóquio Internacional sobre Megalitismo (2003)
O Neolítico antigo no Arrife da Serra d'Aire. Um case-study da neolitização da Média e Alta Estremadura. Muita gente, poucas antas?. Origens, espaços e contextos do Megalitismo. Actas do II Colóquio Internacional sobre Megalitismo (2003)
O Paleolítico Superior da Estremadura portuguesa (1997)
O Paleolítico Superior em Portugal. Retrospectiva histórica e estado dos conhecimentos. O Quaternário em Portugal, Balanço e Perspectivas (1993)
O Paleolítico superior final de Rio Maior: perspectiva tecnológica. Actas do 1º Congresso de Arqueologia Peninsular, Porto, 1993 (1993)
O Solutrense da Estremadura portuguesa. Uma proposta de interpretação paleoantropológica (1987)
Subsídios para a História do Museu Etnológico do Dr. Leite de Vasconcellos. O Arqueólogo Português (1964)
The end of the Paleolithic and the Mesolithic in Portugal. Current Anthropology (1994)
Um quarto de século de investigação arqueológica. O Arqueólogo Português (1956)

Fotografias (0)

Localização