Escavação (1996)

Trabalho arqueológico
  • CNS

    6579

  • Tipo

    Escavação

  • Ano do trabalho

    1996

  • Projeto

    Trabalhos arqueológicos na Quinta do Almaraz

  • Estado

    Relatório Pendente

  • Data de Início

    01/04/1996

  • Data de Fim

    30/12/1996

  • Objetivos

    Prosseguir o reconhecimento das estruturas defensivas, habitacionais e a área total do povoado.

  • Resultados

    A intervenção limitou-se ao sector 2, abaixo da 1ª linha de muralha. Concluiu-se a delimitação do fosso. De assinalar o aparecimento de uma sepultura de um cão, com deposição em decúbito lateral onde apenas falta o crânio. Este achado prefaz quatro sepulturas idênticas, a que se juntam quatro crânios e uma mandíbula, enterramentos existentes ao longo dos fossos de Almaraz. Estes enterramentos anatomicamente diferenciados, leva os investigadores a colocar a hipótese da existência de um ritual, ligado ao estatuto que o cão ocupava nestas sociedades. A laboração da pedreira afectou o fosso até 1,45m de profundidade, conservando-se ainda por mais 2,20m. Recolheu-se do fosso grandes quantidades de fauna mamalógica, malacológica e itctiológica.

  • Responsável

    Luís Manuel Boa Ventura de Barros

  • Co-Responsáveis

    -

  • Pessoas (relação)

    -

Relatórios (-)