Prospeção (2004)

Trabalho arqueológico
  • CNS

    6732

  • Tipo

    Prospeção

  • Ano do trabalho

    2004

  • Projeto

    Trabalhos Arqueológicos no Zambujal - Palmela

  • Estado

    Relatório Aprovado

  • Data de Início

    05/02/2005

  • Data de Fim

    05/02/2005

  • Objetivos

    Caracterização, identificação e avaliação do potencial arqueológico da zona do Zambujal relativamente aos imóveis ou vestígios materiais do tipo arquitectónico, arqueológico e etnográfico eventualmente existentes.

  • Resultados

    Engloba uma área com 13,7 ha. na margem esquerda da ribeira da Marateca, onde se inicia o canal de águas de Moura. As escavações realizadas entre 1989 e 1992 revelaram tratar-se de um centro produtor de ânforas do Sado, subsidiário de Tróia. Tal como outros fornos da região (Pinheiro, Abul..) o Zambujalinho fabricava ânforas para preparados piscícolas; o tipo predominante era a Dressel 14 e a Almagro 51C. Surgem outros tipos de ânforas mas associados ao núcleo habitacional e a outros objectos de uso quotidiano (pratos, taças, bilhas, pregos, lucernas, elementos de adorno, moedas). Até ao momento foram definidas várias áreas diferentes em termos funcionais: uma necrópole, uma zona de habitação, um escorial e os fornos de produção de ânforas. Na área de habitat foram registados dois muros de uma habitação e abundante espólio relacionado com a vivência quotidiana dos residentes, os artesãos da olaria.

  • Responsável

    Margarida da Silva Monteiro

  • Co-Responsáveis

    -

  • Pessoas (relação)

    -

Relatórios (-)